Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Judocas do Rio Grande do Sul retornam com cinco medalhas do Grand Slam de Brasília

Publicação:

GRAN 55
"Excelente participação dos nossos gaúchos no Grand Slam" disse João Derly - Foto: Divulgação / SEL

Os judocas que representaram o Rio grande do Sul no Grand Slam de Brasília retornam ao Estado com medalhas no peito e radiantes com os resultados obtidos. Conquistaram cinco das 17 medalhas faturadas pelo Brasil nos três dias de competição. Os atletas da Sogipa trouxeram duas medalhas de ouro, duas de prata e uma de bronze. No total, a seleção brasileira de judô garantiu quatro ouros, nove pratas e quatro bronzes nessa competição internacional, que se iniciou domingo (6) e teve encerramento nesta terça-feira (8), no Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB).

O judô brasileiro pisou no pódio nove vezes, já no primeiro dia do torneio: conquistou duas medalhas de ouro, quatro pratas e três bronzes. Foram 20 atletas disputando medalhas no CICB, no domingo, num desempenho considerado histórico para o país. Entre os que saíram com medalhas no peito estava o gaúcho Daniel Cargnin, 21 anos. O porto-alegrense levou ouro na categoria até 66kg.

No segundo dia de disputas, o Brasil ganhou quatro medalhas, mas foi o Rio Grande do Sul quem comemorou. Dos 16 judocas que defenderam a bandeira verde e amarela, nos tatames do CICB, quem fez a festa no pódio foram os atletas sogipanos. Ketleyn Quadros (63kg) faturou ouro, Aléxia Castilhos (63kg) ficou com prata, Maria Portela (70kg) levou bronze e David Lima (73kg) conquistou medalha de prata.

Nesta terça-feira (8), dia do encerramento do evento, 19 atletas competiram pelo Brasil, nas cinco categorias (90kg, 100kg, +100kg, 78kg e + 78kg).  Os representantes gaúchos do dia , Rafael Macedo (90kg) e Leonardo Gonçalves (100kg), não fizeram pódio. Mayra Aguiar (78kg), categoria meio-pesado, que também competiria hoje sentiu uma lesão no joelho e ficou de fora Grand Slam de Brasília. Ainda assim, o quadro de medalhas da seleção brasileira de judô aumentou. O Brasil ganhou mais quatro medalhas: uma de ouro e três de bronze.


O Embaixador do Judô no Brasil pela Federação Internacional de Judô (FIJ), com dois títulos mundiais, o secretário do Esporte e Lazer (SEL), João Derly, compareceu à abertura do torneio, acompanhou todas as lutas e participou das cerimônias de premiação. Para o titular da SEL, o Grande Slam de Brasília é um sucesso de público, de grandes combates. Que coroa uma longa história do judô brasileiro.

"O maior da história. O maior resultado esportivo de Grand Slams da história do Brasil. Com uma excelente participação dos nossos gaúchos, com duas medalhas de ouro, duas de prata e uma medalha de bronze. É para ficar feliz de o Estado participar.  De dar a oportunidade aos nossos atletas de disputarem dentro do brasil, fortalecendo a caminhada rumo a Tóquio. Então, tem de saudar o Estado pela oportunidade desses atletas estarem competindo em eventos como esse", destacou João Derly, que saudou também a secretaria de Esportes do Distrito Federal que oportunizou aos brasileiros estarem enfrentando uma competição no "nosso país com a torcida do nosso lado".


Grand Slam 2019

Dez atletas do Rio Grande do Sul estiveram entre os 56 convocados pela Confederação Brasileira de Judô (CBJ) para representar o Brasil no Grand Slam 2019, que reuniu alguns dos principais judocas do mundo, na capital federal. O torneio distribuiu até mil pontos no ranking mundial classificatório para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 (24 de julho a 9 de agosto). Participaram da competição cerca de 400 judocas de 61 países, que disputaram medalha em 14 categorias diferentes, 7 no masculino e 7 no feminino.

Judô gaúcho em Brasília

Os representantes do Rio Grande do Sul no Grand Slam de Brasília são todos do clube Sogipa e contam com apoio do governo do Estado, por meio do Pró-Esporte RS - Lei de Incentivo ao Esporte. Confira os nomes:

- Aléxia Castilhos (63kg)
- Daniel Cargnin (66kg)
- David Lima (73kg)
- Felipe Kitadai (60kg)
- Ketleyn Quadros (63kg)
- Leonardo Gonçalves (100kg)  
- Maria Portela (70kg)
- Mayra Aguiar (78kg)
- Rafael Macedo (90kg)
- Ryanne Lima (63kg)

Secretaria do Esporte e Lazer